Aviation, marca de gin de Ryan Reynolds, é vendida para Diageo por $610 milhoes - MeuDrink

Aviation, marca de gin de Ryan Reynolds, é vendida para Diageo por $610 milhoes

A marca que tinha sido adquirida pelo ator Hollywoodiano em 2018 foi uma das que mais cresceu no ano passado e promete disparar ainda mais os índices de vendas a partir de agora

A Diageo comprou a Aviation American Gin por US$ 610 milhões, sendo US$ 335 milhões à vista e o restante parcelado em 10 anos – tempo esse baseado em performance. O interesse veio porque a Aviation é a segunda maior marca no segmento de gin super-premium nos Estados Unidos. E, além disso, é uma das marcas que cresce mais rápido na categoria.

A compra foi anunciada na segunda, dia 17, mas Ryan ainda deve manter sua parcela de posse da marca. Ele tinha adquirido em 2018 e trabalhava forte com a divulgação. Em primeiro lugar, o ator vinha realizando diversas ações para a marca. Ele atraiu atenção dizendo que tinha comprado simplesmente porque era um sabor que ele mesmo adorava e já tinha dentro da sua casa. Depois disso, só para ter uma ideia, de 2018 para 2019 ele conseguiu dobrar as vendas só mantendo sua imagem ativa junto à marca. 

Em suma, em dois anos frente à marca Ryan criou memes, desafios digitais e até usou representantes como o empresário Richard Branson. Além disso, foram feitas campanhas tradicionais em parceria com marcas famosas como Samsung e a Netflix.

E Ryan não foi o primeiro ator a se dedicar paralelamente à carreira e fazer negócios com a Diageo. George Clooney vendeu sua marca de tequila chamada Casamigos, que tinha juntamente com o marido de Cindy Crawford, Rande Gerber, para empresa em 2017. Esse negócio rendeu US$ 1 bilhão.

Falando nisso, o ex-casal Brad e Angelina, o famoso ator The Rock e o cantor John Legend são outros exemplos. Os astros também já se aventuram no ramo das bebidas e tiveram sucesso.

O negócio com a Aviation ainda inclui a compra da Astral Tequila, Sombra Mezcal e TYKU Sake como parte do acordo. O presidente executivo da Diageo, Ivan Menezes, afirmou que: “Estamos todos confiantes de que Aviation American Gin continuará moldando e impulsionando o crescimento do gin super premium na América do Norte”. A Diageo já é a empresa por trás Smirnoff, Johnnie Walker e Baileys. Alguém ainda tem dúvidas que o negócio não vai dar certo?

Artigos relacionados

Drinks que podem te interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2010 – 2020 MeuDrink - Todos os direitos reservados